A Prefeitura dá andamento à obra de ampliação e revitalização do Centro Municipal de Exposições Viber. A alvenaria da parte ampliada, que abrigará vestiários, área administrativa e área de apoio, já está pronta para receber cobertura. As reformas no prédio antigo também avançam com a conclusão da manutenção no telhado, instalação de tubulações para captação de águas pluviais e demolições de parte do calçamento externo, que será refeito em piso intertravado. A obra recebe investimentos da Administração Municipal no valor de R$ 3,3 milhões e tem previsão de ser concluída no início de 2021.


Conforme informações da Secretaria de Planejamento Urbano e Engenharia, também já foi feita a instalação da caixa d'água de 50 mil litros e da base para abrigar o gerador.

O projeto de revitalização do antigo espaço de exposições e eventos localizado na rua Goiás, bairro Cidade Nova, inclui nova iluminação, revestimentos, pintura, pisos e serão construídos novos acessos. O prédio também ganhará bancadas para que os expositores possam preparar alimentos. Para o público visitante do espaço serão construídos novos sanitários acessíveis, além de um fraldário.


Entre as novidades também estão a construção de uma ala administrativa, onde ficarão a nova bilheteria, coordenação, administração, copa, cozinha, área de serviço, vestiários e sanitários para funcionários. Na parte externa, a obra contemplará melhorias no estacionamento e paisagismo, que garantirão uma estética mais agradável e moderna ao espaço.

O prédio de 4.460m² de área construída, com a ampliação oferecerá mais 491,70m², sendo 278,14m² no pavimento térreo e 111,32m² no pavimento superior.


O prefeito Nilson Gaspar reforçou que a proposta é adequar o espaço para sediar com mais conforto os eventos que já fazem parte do calendário municipal e também eventos e feiras de indústrias locais e até regionais. “Com a revitalização teremos um espaço moderno e muito mais funcional, que terá toda a infraestrutura necessária para a realização de grandes eventos, não apenas da Administração Municipal, mas também de empresas e negócios”, conclui.