Este ano, ao longo da última semana de novembro, será apresentada a MOSTRA XI Brazilian Film Festival, que exibe para todo o País, gratuitamente e online, filmes com “Consciência Social”. Trata-se da 6ª edição no País e 11ª nos Estados Unidos. Por aqui, o já tradicional evento exibirá 16 filmes, entre longas e curtas metragens, com ficção e documentários, além de duas animações. Durante todos os dias haverá bate-papo online, às 2oh e 30m, com cineastas dos filmes em exibição.

Com acesso à programação pelo site da MOSTRA XI, no Brasil, os longas-metragens que integram o evento são: “Menino 23”, “Amazônia – O Despertar da Florestania”, “A Cidade dos Piratas”, “A Terceira Margem” e “Azougue Nazaré”. Entre os curtas-metragens temos: “Ressurreição”, “Sorriso Negro”, “A Mulher que Sou”, “Quebramar”, “Vidas Entregues”, “Sem Asas”, “Quilimérios”, “Baile”, “Marie”, “Copacabana Madureira” e “Como Ela faz”.

No novo formato de transmissão, via plataformas online, a MOSTRA XI Brazilian Film Festival, de “Consciência Social”, conta com o apoio no Brasil da agência municipal de fomento do audiovisual de São Paulo, a SPcine, e da Unibes Cultural, responsáveis pelas exibições dos filmes e dos bate-papos com cineastas durante a MOSTRA.

Há 11 anos, a MOSTRA Brazilian Film Festival foi criada nos EUA, em Chicago, pela brasileira e professora universitária Ariani Friedl, que vive lá há mais de 40 anos. A iniciativa de Friedl busca, através do cinema, mudar os estereótipos pelos quais os estadunidenses conhecem nosso País. 

“Até a edição passada, nossos filmes eram exibidos de forma presencial, em universidades e centros culturais de Chicago e cidades do meio-oeste dos Estados Unidos.

Friedl destaca que a MOSTRA é realizada pela organização sem fins lucrativos Partners of the Americas, que foi criada na década de 1960, durante o governo Kennedy e que tem como objetivo servir, conectar e mudar vidas através do voluntariado.

Com a realidade da pandemia, que afeta o mundo todo, através das restrições à locomoção e presença pública em alguns locais, as plataformas de transmissão online de eventos têm sido grandes aliadas na difusão de atividades culturais. Com a tecnologia e de forma gratuita, eventos como a MOSTRA Brazilian Film Festival, de “Consciência Social”, são apresentados ao público dentro e fora do País e no conforto de suas casas.
Organizadores da MOSTRA XI no Brasil, os jornalistas e produtores culturais Luiz Oliveira e Rudi Gonçalves acreditam que a novidade das transmissões online abre uma grande perspectiva para que nacionalmente milhões de brasileiros possam assistir os filmes em qualquer ponto do País.

“Neste atual momento, a cultura nacional vem sofrendo com um triste impacto da falta de incentivo. O audiovisual é um dos exemplos onde encontramos dificuldades para, através dos festivais e mostras, difundirmos as obras de nossos cineastas. Isso ocorre em função da falta de opções para que nossas produções permaneçam ao alcance da população em geral, o que talvez possamos suprir com as transmissões virtuais dos eventos”, disse Gonçalves.

“Quanto aos curtas-metragens nacionais de ficção, documentários e de animação, que encontram desafios ainda maiores de audiência junto ao público em geral, a exibição online em nossa MOSTRA, também permite romper tais obstáculos de alcance do público, que normalmente não busca esse formato de produção”, completou Oliveira.

Na visão dos organizadores brasileiros do evento, com a nova proposta de transmissão da MOSTRA XI Brazilian Film Festival, caminhamos rumo ao fortalecimento da divulgação dos filmes brasileiros e do aumento de sua audiência no País e no exterior, com os efeitos benéficos de sua gratuidade e do conforto ao público de assistirem o evento de suas casas.
Acesse o site da MOSTRA XI Brazilian Film Festival, no Brasil: https://mostrafilmfestival.org/xi/br/
Visite as páginas no facebook da MOSTRA XI, em São Paulo:
https://www.facebook.com/mostrabrazilianfilmsSP
https://www.facebook.com/mostrabrazilianfilmsIndaiatuba