As grandes, médias, pequenas e microempresas vivem hoje uma nova realidade devido o surgimento da pandemia Covid 19 e, com o isolamento social e as outras orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), milhões de colaboradores tiveram que trabalhar de suas próprias residências. O “novo normal” corporativo passou a contar ainda mais com o home office e as organizações estão apostando todas as suas fichas nas plataformas e programas ligados às “nuvens”. Outra tendência que estamos acompanhando é a criação de hotsites individuais ou coletivos para vendas de produtos que vão do setor de beleza até os famosos eletroeletrônicos. Estes sites estão substituindo temporariamente, ou não, as lojas físicas. O uso da inteligência artificial também é um caminho sem volta e cresce exponencialmente. Com este cenário mundial, os profissionais da área de Tecnologia da Informação estão sendo ainda mais requisitados. Durante a quarentena, as pessoas também utilizam seu tempo para o entretenimento e a indústria dos jogos digitais ganhou mais força nos games, na educação e no RH.

O setor de tecnologia é um dos que mais cresce no Brasil e no mundo. Segundo dados do Banco Mundial, até 2024 haverá a criação de novas 420 mil vagas na área de Tecnologia da Informação. O crescimento do número de oportunidades, porém, ainda é razoável se comparado ao aumento significativo do uso da tecnologia. Na Visão do Coordenador de Cursos de TI do Unimetrocamp, professor Ronaldo Barbosa, “O UniMetrocamp tem uma tradição em cursos de tecnologia, que já é bastante reconhecida pelas empresas da região. Isso acontece porque buscamos manter a sintonia com as demandas do mercado, o que é um grande desafio em uma área que muda tão rapidamente.”

— Todas as profissões, de forma mais ou menos direta, acabam sendo afetadas pelas novas tecnologias. Esse crescimento gera uma segmentação interna também em que há demanda por profissionais que apenas operam sistemas e outros que são capazes de criar soluções novas com as ferramentas disponíveis. O Brasil por ser um país muito grande e complexo necessitará cada vez mais de profissionais de TI de alto nível, daí a importância da formação universitária — explica o coordenador.

O setor de TI oferece várias possibilidades para quem pretende atuar no mercado. O profissional da área encontra oportunidades de trabalho em todos os setores da economia, tanto no setor privado quanto no público, incluindo o transporte, as empresas de telecom, a indústria, o comércio, a saúde, o entretenimento, entre outros. —  Os cursos desta área ainda não são tradição aqui no Brasil, diferentemente do que acontece nos outros países e, por conta disso, é bem comum que os cidadãos não saibam qual é a diferença entre esses cursos e quais serão suas funções.

O Ministério da Educação (MEC) organizou um catálogo com dezoito cursos superiores para a Área da Tecnologia da Informação, sendo 4 bacharelados e quatorze Cursos Superiores de Tecnologia (CSTs). O UniMetrocamp, oferece os seguintes cursos mais diretamente relacionados à área de TI: Engenharia de Computação, Bacharelado em Ciência da Computação, Bacharelado em Sistemas de Informação, Tecnólogo em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Tecnólogo em Redes de Computadores. Os cursos tecnólogos são voltados a quem necessita de uma formação mais rápida e aplicada, os bacharelados e engenharia entram em detalhes quanto ao funcionamento dos sistemas e primam por uma maior base teórica e matemática. Em sala de aula os alunos têm contato com professores tanto com formação acadêmica sólida quanto com experiência de mercado, por isso são capazes de transitar entre a teoria e prática, o que sempre motiva mais e interessa aos alunos.




*Conheça os cursos de Ti do UniMetrocamp*

Ciência da Computação: Com conhecimentos profundos sobre funcionamento e desenvolvimento de softwares, hardwares e processadores, os profissionais de Ciências da Computação são os responsáveis por moldar as novas tecnologias do mundo. Com uma formação completa nessas áreas, o Bacharel em Ciências da Computação, atua junto de profissionais de diferentes áreas criando soluções como Facebook, WhatsApp, Telegram e demais soluções que fazem o dia a dia de milhões de pessoas

Sistemas de Informação: O profissional com esta formação está por trás do gerenciamento de páginas de internet. É quem possibilita assistir a um vídeo na rede, além de poder criar um site de buscas eficiente, desenvolver apps, entre outras soluções.

Análise e Desenvolvimento de Sistemas: Este profissional tem como especialidade o desenvolvimento de sistemas informatizados para diversos setores, visando um melhor aproveitamento das máquinas com uma maior capacidade de armazenamento e velocidade no processamento dos dados.

Redes de Computadores: Este profissional está apto a sugerir, projetar, implantar e manter diferentes tipos de redes de computadores em qualquer tipo de organização. Trabalha realizando implantações de redes, sejam elas locais ou remotas e em diferentes plataformas, além de outros serviços da área.